Plumcake cacao Plumcake iogurte



















Conhece a história do bolo de plumcake?


É um bolo que tem as suas origens na Inglaterra em 1700, quando usavam plums (o que significa ameixas) para o fazer. Na verdade, a história diz que era uma espécie de bolo de plumcake, mas gradualmente começou a sofrer variações. Um pouco porque as plumcake tiveram de vir da Austrália, África do Sul e Califórnia. Um pouco "porque o processamento era realmente complexo ao ponto de que obter um mau resultado envolvia uma perda económica, pelo custo dos ingredientes, que poucos pasteleiros podiam pagar.


Em suma, um doce que tem uma história que viaja há mais de 3 séculos. E isso começou em Inglaterra e depois passou a estar presente nos tribunais dos principais reais europeus, e não só.

A sua forma Bauletto sugere imediatamente que é o guardião de um segredo.

Um segredo feito de uma mistura de suavidade e sabor.


E é a partir disto que esta manhã decidi dar vida a dois baús para manter os meus sentimentos pelo meu namorado. Foi assim que preparei um iogurte (vegetal) plumcake que representa estima e amor. E eu preparei um de chocolate cheio de paixão. Escusado será dizer que o resultado é o que se vê na imagem: ele devorou-os.


Só me restam 4 fatias que vou oferecer aos vizinhos.

Se quiser saber como o fiz clique aqui:


Plumcake cacao

Ingredientes: -200 g de farinha de arroz orgânica -25 g de amido orgânico de arroz -100 g de chocolate negro -aprox. 220 g de água à temperatura ambiente -60 ml de óleo de girassol orgânico ou de azeite orgânico -uma saqueta de fermento em pó orgânico -uma mão-cheia de avelãs inteiras Plumcake iogurte Ingredientes: -200 g de farinha de arroz orgânica -25 g de amido orgânico de arroz -100 g de iogurt -aprox. 220 g de água à temperatura ambiente -60 ml de óleo de girassol orgânico ou de azeite orgânico -uma saqueta de fermento em pó orgânico -uma mão-cheia de avelãs inteiras PREPARAÇÃO: Derreter o chocolate em banho-maria, transferi-lo para o processador de alimentos juntamente com o óleo e misturá-lo. Colocar também a farinha com o amido e misturar. Acrescentar a água, misturar bem. Nesta altura, adicionar o saquinho de levedura e misturar, depois as avelãs inteiras e desta vez misturar com uma colher para não as esfarelar (deixando algumas de lado para a cobertura final). Se a mistura parecer demasiado seca adicionar um pouco mais de água, sem exagerar, deve ser cremosa mas densa. Transferir a mistura obtida para um molde rectangular com lados altos, bem untado e enfarinhado. Polvilhar a superfície com as restantes avelãs. Cozer num forno estático pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 30/40 minutos, mas verifique o tempo de cozedura porque depende do seu forno. Quando se introduz um palito no centro sai limpo, o bolo estará pronto. É um bolo que permanece bastante baixo mas que é macio e delicioso.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo